english
UFES-CTA - Coleção de Tecidos Animais do Departamento de Ciências Biológicas da UFES
Universidade Federal do Espírito Santo
Vitória - Espírito Santo
networkManager

 
 
acervo   [ consultar ]   [ dataCleaning ]
registros:  total
3100
on-line
2133
georreferenciados
1946
com imagens
0
software
MS-Excel
on-line desde
13/11/2009
última atualização
01/08/2013
resumo

O acervo de CTA/UFES consiste majoritariamente de tecidos animais de roedores, marsupiais e morcegos neotropicais, ainda que amostras de outros grupos taxônomicos de mamíferos, anfíbios e repteis também estejam representados. Todos os tecidos têm sido conservados em álcool, forma menos efetiva de conservação a longo prazo, porém mais barata a curto prazo, já que o Departamento de Ciências Biológicas não possui um ultrafreezer (necessário para a conservação a longo prazo de tecidos congelados). A coleção se destaca por reunir tecidos de uma variada gama de espécies de roedores, marsupiais e morcegos, notadamente os grupos mais diversos dentre os mamíferos sendo, consequentemente, os que mais contribuem para a alta diversidade de mamíferos do Brasil. A maior parte das espécies representadas provém de hábitats florestados da região sudeste, porém com representantes de diversas outras localidades no norte, nordeste, centro-oeste e sul do Brasil. Em termos de relevância regional, pode-se assumir que é a maior coleção de tecidos de roedores e marsupiais dos estados de Minas Gerais e Espírito Santo, região de grande importância biogeográfica, já que reúne em seus limites o encontro de três biomas brasileiros: Mata Atlântica, Cerrado e Caatinga. A coleção de amostras de tecidos de quirópteros da CTA/UFES é também uma das mais representativas em termos de amostragem geográfica do norte ao sul da Mata Atlântica. Esta coleção também assume importância na preservação de tecidos animais de espécies da fauna brasileira ameaçada de extinção. A Coleção do CTA/UFES possui uma coleção única de tecidos do maior macaco das Américas, Brachyteles hypoxanthus, popularmente conhecido como muriqui. Esta coleção reúne cerca de 150 amostrs de muriquis, obtidas através de métodos não-invasivos (que não dependem da manipulação e coleta do animal), e têm subsidiado pesquisas da viabilidade genética populacional desta espécie criticamente ameaçada de extinção. Outras espécies ameaçadas de extinção estão também representadas, sendo algumas destas os ratos-de-espinho Phyllomys unicolor e Phyllomys brasiliensis, o ouriço-preto Chaetomys subspinosus e a preguiça-de-coleira Bradypus torquatus. A maioria das amostras esá identificada ao nível específico, sendo que esta identificação, na maior parte dos casos, corroborada por estudos sistemáticos moleculares e citogenéticos. A coleção tem atraído preferencialmente os pesquisadores interessados em estudos evolutivos, sistemáticos, filogeográficos e citogenéticos da fauna neotropical, sempre que estes envolvam uma abordagem molecular. No entanto, recentemente tem sido também útil em estudos relacionados à saúde pública, já que muitos das espécies animais do acervo são também reservatórios naturais de doenças que acometem humanos, como a leishmaniose visceral e hantaviroses. Neste aspecto, empréstimos e trocas já estão previstos, quando a coleção estiver informatizada e funcional.

condições para utilização dos dados

Não especificado

como citar

Não especificado

Busca
dataCleaning
email
Centro de Referência em Informação Ambiental, CRIA