english
HAS-Algae-Cyanobacteria - Coleção Ficológica do HAS
Museu de Ciências Naturais
Seções de Botânica de Fanerógamas e de Criptógamas
Porto Alegre - Rio Grande do Sul
networkManager

 
 
acervo   [ consultar ]   [ dataCleaning ]
registros:  total
22864
online
22864
georreferenciados
13903
com imagens
0
software
MS-Excel
online desde
19/06/2013
última atualização
13/01/2020
resumo

A coleção de algas e cianobactérias faz parte do rol de acervos do Museu de Ciências Naturais, Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Infraestrutura (SEMA) do Rio Grande do Sul. A organização dessa coleção teve início em 1970 e a partir de 1975 passou a integrar o herbário que recebeu a denominação em homenagem ao ilustríssimo botânico Alarich R.H. Schultz, sob o acrônimo de HAS. Registrado na International Association of Plant Taxonomy e no Index Herbariorum desde 1981 (um catálogo mundial sob a coordenação do Jardim Botânico de Nova York), sendo o único herbário público estadual cadastrado como FIEL DEPOSITÁRIO de Componentes do Patrimônio Genético no CGEM/MMA, junto com as coleções zoológicas do Museu de Ciências Naturais (Resolução Nº5, de 29.08.2002). Participa da Rede Brasileira de Herbários; integra o INCT/Herbário Virtual da Flora e dos Fungos e possui ainda dados disponíveis nos sites da Flora do Brasil, no SpeciesLink e no SIGBio. Para efeitos de acondicionamento e curadoria, devido às peculiaridades de cada tipo de coleção, o Herbário HAS é organizado em setores. Assim, a coleção de algas e cianobactérias foi separada das coleções de plantas, fungos e liquens. Esta separação também foi adotada no SpeciesLink (HAS e HAS-algae e cyanobacteria). A maior parte dessa coleção é constituída de amostras provenientes de diferentes ecossistemas do estado do Rio Grande do Sul, incluindo ambientes aquáticos e terrestres. Atualmente, o acervo tem 16.533 registros, dentre os quais 15.910 são lotes em líquido de ambientes aquáticos, abrigando, além de cianobactérias, microalgas das diferentes divisões. Os outros 623 registros são de exemplares de cianobactérias terrestres. No HAS estão guardadas, ainda, lâminas permanentes de diatomáceas, totalizando 6.790 registros. A coleção inclui também culturas de cianobactérias (HASC). Até o momento, 22.913 registros constam no SpeciesLink.

condições para utilização dos dados

Os dados de registros do Herbário HAS estão disponíveis para uso, nas seguintes condições: É vedada a comercialização dos dados disponibilizados, sendo necessária a citação da fonte no caso de utilização dos mesmos e nos agradecimentos, devendo o Curador do HAS ser notificado; a cópia de qualquer publicação em que os dados sejam citados deve ser enviada à curadoria. A responsabilidade do uso adequado dos dados é dos pesquisadores e de suas instituições.

como citar

Coleção Ficológica do HAS, HAS-Algae e Cyanobacteria (www.fzb.rs.gov.br)

Busca
dataCleaning
email
Centro de Referência em Informação Ambiental, CRIA