english
SPSF - Herbário Dom Bento José Pickel
Instituto Florestal
São Paulo - São Paulo
networkManager

 
 
acervo   [ consultar ]   [ dataCleaning ]
registros:  total
49828
online
49828
georreferenciados
12642
com imagens
0
software
speciesBase
online desde
06/07/2004
última atualização
10/11/2017
resumo

O Herbário Dom Bento José Pickel (SPSF) tem sua origem no antigo Serviço Florestal do Estado de São Paulo. Idealizado por Alberto Löfgren, no fim do século 19 e início do século 20, o Serviço Florestal só foi criado em 1911 com vistas à conservação, manejo, conhecimento e à exploração metódica das florestas paulistas. Após um período de reorganização e melhoria da infraestrutura da instituição, teve início em 1925 uma modesta coleção de exsicatas junto ao Museu Florestal, setor que concentrava as principais pesquisas do órgão. Deram início à coleção os engenheiros silvicultores Mansueto Estanislau Koscinski e Octávio Vecchi, respectivamente encarregado do referido Museu e Diretor Geral do Serviço Florestal. Ambos deram contribuições relevantes à botânica paulista e à silvicultura. Em 1931 a coleção foi indexada no Index Herbariorum. Em 1932, com o falecimento de Octávio Vecchi, Koscinki dá continuidade ao acervo. Em 1942 é contratado o biologista Dom Bento José Pickel, monge beneditino que colabora na ampliação do acervo e desenvolve importantes pesquisas botânicas para a flora brasileira. Em 1951, após o falecimento repentino de Mansueto E. Koscinski, Dom Bento Pickel é nomeado encarregado do Museu Florestal Octavio Vecchi e passa, com sua equipe, a cuidar do incremento e manutenção da coleção botânica. Aposenta-se em 1960, quando o acervo botânico contava com 5.515 exsicatas. Nesse ínterim o Serviço Florestal dera origem, em 1970, ao atual Instituto Florestal. Após a sua aposentadoria o Herbário esteve inativo por 16 anos, quando, em 1976, o então biologista João Batista Baitello, recém contratado, assume a Curadoria, retornando os acervos biológico e bibliográfico para a Divisão de Dasonomia, agora para a Seção de Madeiras e Produtos Florestais. De 1992 até agosto de 2012 a Curadoria foi exercida pelo Pesquisador Científico, Biólogo João Aurélio Pastore. Em primeiro de setembro de 2012 o Pesquisador Científico e Biólogo João Batista Baitello retorna à Curadoria do Herbário. Atualmente (setembro de 2016) a coleção ultrapassou as 51.000 exsicatas, sendo a sexta do Estado com representatividade maior em Spermatophyta, em geral oriundas das Unidades de Conservação da Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo que abrigam os diferentes tipos de vegetação no domínio das Florestas Ombrófila Densa e Mista, Estacional Semidecidual e Cerrado sentido amplo. As maiores famílias do acervo são: Lauraceae, Myrtaceae, Fabaceae, Asteraceae, Melastomataceae, Rubiaceae, Solanaceae, Euphorbiaceae.

condições para utilização dos dados

Não especificado

como citar

Não especificado

Busca
dataCleaning
email
Centro de Referência em Informação Ambiental, CRIA